Wikia Super Saga do Fim do Mundo TMJ
Advertisement

“Acho que nós acabamos de encontrar a cidade perdida dos Incas.”

O Templo Inca era uma construção localizada próxima à Vila do Poço, construída pelos Incas e usada pelos Engenheiros como nave.

História[]

Após fugirem do Peru até o sudeste do Brasil por conta das invasões espanholas do século XXVI, os Incas foram instruídos pelo seus deuses, que na verdade eram membros do Povo das Sombras, a construírem um enorme templo dentro de uma montanha oca. Esse templo, que na verdade era um tipo de nave espacial, seria usado pelos Incas para "fugir dessa realidade miserável", mas, de acordo com o plano dos Tombianos, no final do projeto, todos eles foram sacrificados para criar um rio de Sombra Líquida que corria na caverna abaixo. Após o sacrifício, o templo permaneceu escondido das civilizações atuais durante séculos.

Centenas de anos depois, um trio de Tombianos voltou para o templo para apagar qualquer vestígio deixado pelo seu povo na Terra para que, quando eles a invadissem no futuro, eles pegariam os humanos despercebidos. Entretanto, eles acabaram atraindo a atenção de crianças humanas que a seguiram até o templo, os derrotaram e os aprisionaram em tubos de animação suspensa. Entretanto, a memória dessas crianças foi apagada por um dispositivo dos alienígenas, fazendo-as esquecer do que presenciaram naquele local.

Alguns anos depois, essas mesmas crianças, sendo elas a Mônica, Denise, Do Contra, Franja, Chico, Rosinha e Zeca se encontraram novamente na Vila Abobrinha. Após descobrirem sobre um artefato Inca na região, o Franja, que estudava história, ficou intrigado sobre a passagem dos Incas no Brasil e suas investigações os levaram até uma cachoeira, que pareceu ser o fim do caminho para eles. Enquanto o resto da Turma explorava, a Rosinha ficou na casa do Nhô Lau estudando o artefato e, como sua memória foi parcialmente apagada, ela se lembrou do seu código de ativação. Ao ligar o aparelho, ela acidentalmente libertou os três Engenheiros da animação suspensa.

Finalmente soltos, os Engenheiros retomaram seu plano de décadas atrás. Primeiro, eles atacaram a Turma e substituíram o Do Contra com um impostor para que ele retornasse o artefato ao templo. Sabendo que os alienígenas estavam ligados aos Incas, a Turma voltou a cachoeira, descobrindo uma passagem além das pedras na água. Após entrarem e cruzarem o rio de Sombra Líquida, eles adentraram o templo e foram confrontado por um dos Engenheiros, que, ao ser atacado pela Oncisvarda (a onça de estimação do Zé Lelé), ativou seus sistemas, revelando que o templo na verdade era uma nave.

A ativação da nave e sua decolagem fizeram com que a montanha onde ela estava desabasse, entretanto, a Turma conseguiu fugir por um sistema de cavernas que dava na Vila do Poço, apesar da Rosinha ter caído no rio de Sombra Líquida, mas foi resgatada. Os Tombianos passaram um tempo em órbita até que a transformação da Rosinha em Povo das Sombras estivesse completa, eventualmente a abduzindo e a levando ao Planeta Tumba, junto do verdadeiro Do Contra.

Ao chegarem no Planeta Tumba, os alienígenas deixaram a nave próxima ao Quadrivium, uma enorme fortaleza que flutuava sobre um enorme Abismo. Por conta disso, ela foi destruída quando o planeta inteiro explodiu.

Características[]

Templo[]

O interior do Templo Inca

O Templo era um enorme edifício contido dentro de uma montanha oca, acessível através de uma ponte de madeira que cruzava um rio de Sombra Líquida. Ele era feito inteiramente de ouro, mais precisamente, de 750 toneladas, a quantidade que os Incas levaram com eles durante sua fuga do Peru. O edifício, ao menos por fora, era decorado com símbolos Incas, incluindo imagens de serpentes.

Por dentro, o templo continha computadores e outros tipos de tecnologias avançadas, energizados por cristais, vibrações e cores. Uma das salas continham tubos de animação suspensa, que podiam manter seus habitantes adormecidos por muito tempo.

Nave[]

A Nave dos Engenheiros

Ao usar o artefato Inca, um dos Engenheiros transformou todo o templo em uma enorme nave para fugirem do planeta Terra. Por fora, essa nave tinha o formato da runa de IOR, mais conhecida como o Selo da Serpente. Dentre suas capacidades, a nave podia abduzir pessoas usando um raio trator, capas de causar uma inversão gravitacional, e viajar até o Universo Inferior, um nível mais subterrâneo da realidade, ou fazendo a espiral invertida ou por um meio desconhecido.


Curiosidades[]

  • Na revista da Turminha Clássica, os Alienígenas do Planeta Tumba, o templo aparece totalmente branco, apesar de ser dito que foi feito inteiramente de ouro. Isso foi provavelmente um erro de coloração.
Advertisement